domingo, 4 de agosto de 2013

InterTV Rural relata drama dos pescadores e agricultores afetados pelo Porto do Açu


Abaixo vai um vídeo que foi levado ao ar hoje no Programa InterTV Rural sobre os problemas causados pela construção do Porto do Açu sobre a vida de pescadores e agricultores familiares que habitam o V Distrito de São João da Barra.

Duas coisas saltam as olhos nessa matéria: 1) o fato de que passados cerca de 8 meses após o incidente da salinização causado pelo aterro hidráulico construído pelo Grupo EB(X), os afetados pelo problema seguem sem qualquer noção de quando terão suas perdas financeiras ressarcidas pelos responsáveis, e 2) que a LL(X) diz ter laudos técnicos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro mostrando que não há mais salinização, sem que se explica para onde foi o sal.

Há que se frisar que a informação dada pela CODIN de que 30% da área desapropriada já está em uso não corresponde absolutamente à verdade. Basta ir no V Distrito de São João da Barra para verificar essa flagrante inverdade. Mas o que esperar de um órgão que desapropriou uma propriedade no dia da morte de seu dono, e ainda o processou como "réu ignorado"?

video