terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

TRABALHADORES DO AÇU IGNORAM ACORDO DO SINDICATO COM PATRÕES E GREVE CONTINUA

Aparentemente mais supreso do que o bilionário Eike Batista com a greve dos operários envolvidos na construção do Porto do Açu está a direção do Sindicato da Construção do Norte Fluminense que hoje fizeram um acordo com os patrões, apenas para ver o mesmo rejeitado pelos grevistas. Assim, não são apenas os patrões que deverão se acostumar a ter por perto operários mais dispostos a defender seus direitos do que aqueles que até hoje o sindicato representava. 

Aliás, a disposição de luta dos operários que participam da construção de obras de diferentes mega-empreendimentos que estão sendo implantados em diferentes pontos do território brasileiro já mostraram antes nas obras das hidrelétricas do Jirau e do Santo Antonio que não são facilmente intimidados. A sorte do bilionário Eike Batista, interessado principal nesta querela, é que até agora os operários do Açu estão demonstrado um grau de contenção e organização que está mantendo o movimento pacífico e tranquilo. 

Mas é bom não abusar da paciência e pagar logos os direitos dos trabalhadores. Aos dirigentes sindicais fica a lição... se negociarem abaixo do que estes operários estão pleiteando, o risco é ser ignorado totalmente. Isto, convenhamos, beira a humilhação. Mas é vivendo que se aprende, pelo menos é o que se espera.

Impasse no Porto: funcionários não aceitam proposta e greve continua